domingo, 19 de junho de 2011

Branding e arquitetura

Loja conceito é assim..., cliente e empresa junto e misturado.


Loja conceito é a arquitetura a serviço do marketing ou seria marketing a serviço da arquitetura? A resposta para essa pergunta, ao menos para mim, não tem a menor importância, pois tenho  arquitetura como formação, design de interiores como especialização e  marketing como paixão, então achei esta união perfeita.

Não é só o logotipo que simboliza uma empresa, existe um conjunto de ações que dão personalidade e faz com que seu produto tenha valores intangíveis agregados, tais ações quando bem realizadas atingem patamares muito além da sua natureza econômica e passam a fazer parte da cultura influenciando diretamente as nossas vidas.

É da natureza humana a necessidade de confiar em outra pessoa, seja ela física ou jurídica, houve época em que se confiava apenas na palavra dada por uma determinada pessoa, a verdade é que isso não mudou muito, sentimos necessidade de uma relação de confiança honesta e eficaz com a empresa da qual consumimos produtos, é dessa confiança que nasce a fidelização, e a loja conceito estreita laços, cria cumplicidade e aproxima cliente e empresas.

A loja conceito é um local criado por equipe multidisciplinar onde o arquiteto se junta a outros profissionais como designer gráfico, administradores e marqueteiros. Uma mistura assim quando feita com conhecimento, competência e investimento... ... não tem jeito é sucesso, com certeza. A loja conceito jamais pode ser apenas um local de compras, pois deve oferecer ao cliente, principalmente, experiências sensoriais. Este é o espaço onde a empresa e o cliente deve ter uma experiência mais intima e completa, é local de interação e troca onde o DNA da empresa pode ser externado, entendido e vivenciado. São exemplos de loja conceito: havaianas, apple, melissa e heineken entre outras.



Havaianas - loja conceito - Oscar Freire, em São Paulo.



Apple - concept store  - 5th Avenue – New York


Heineken - loja conceito em Amsterdam, onde são vendidas roupas, CD´s, ingressos para shows e, claro, cerveja.

                   Melissa - loja-conceito, batizada de Galeria Melissa, na Oscar Freire.


11 comentários:

Adriana V Piacezzi disse...

Muito interessante!

Dani disse...

Que lindas essas lojas!
AMEI as melissas gigantes!

Ellen Caliseo disse...

Que bacana..gostei da Apple!!
Grande bj!!

PIMENTA E POESIA disse...

Nossa...essas fotos são incríveis, mas essa Melissa é um deslumbramento do universo feminino. Muito linda! Parabéns pelo blog! Beijos.

Cinthia Alayete disse...

Adorei saber um pouco mais sobre as lojas conceito....
E, realmente, cada vez mais damos importância às relações confiáveis, afinal vivemos em um mundo onde tirar vantagem é moda. Com as vendas através da internet tbm acabamos por confiar e nos tornamos clientes de empresas que respeitam seus consumidores.
Parabéns pelo blog... beijos e ótima semana!!

Sandra disse...

Incrível o que vários talentos juntos são capazes de faer!
Adorei a arquitetura dos estádios, em especial o do Rio Grande do Norte, o do Amazonas e o do Paraná.
Beijos

Bárbara Lopes disse...

Mércia, obrigada pela visita em meu blog! Passei aqui, pra visitar o teu blog, adorei, e saí mais rica em informação, afinal eu não conseguia entender o termo "loja conceito"...agora já sei! Passarei sempre por aqui! estou seguindo seu Blog! beijosssss

Silvia disse...

Post interessantíssimo!

Leandro Negreiros disse...

Muito bom post!

Família Buscapé disse...

Dorei tudinho! Passando para desejar bom fds
bjs
sessa
http://reformadosbuscapes.blogspot.com

Denise Silva disse...

Muito interessante este post, são informações como esta ( com coteúdo) que precisamos para as nossas rodas de amigos.